Seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para uma melhor visualização do site. Atualizar agora!

X

Voltar

Brasil é 2o em alta de preço de residência entre 23 países

Os preços de imóveis residenciais no Brasil cresceram 12,8% nos 12 meses até outubro de 2013. Foi a segunda maior alta entre 23 países analisados na última edição da revista britânica The Economist. O número é praticamente idêntico ao de pesquisa da Fipezap divulgada essa semana. O Brasil só perde para o aumento dos Estados Unidos, que foi de 13,6%. Lá, no entanto, os preços ainda continuam 20% abaixo do seu pico de abril de 2006. O mercado imobiliário foi o principal catalisador da crise financeira de 2008 e só começou a se recuperar recentemente. No Brasil, pelo contrário, o aumento dos preços de imóveis residenciais foi de 50% só desde o início de 2001. No Rio de Janeiro, eles mais do que triplicaram desde 2008. Apenas 5 dos países pesquisados pela Economist registraram queda no preço de imóveis residenciais em 2013: França, Japão, Holanda, Espanha e Itália. A pesquisa não leva em conta inflação de outros bens, mudanças na taxa de câmbio e outros fatores que influenciam tanto a decisão de investimento quanto a relação das altas de preços com outros fundamentos da economia. Veja a tabela com os 10 maiores aumentos:

Dicas e notícias
Veja mais
  • Como tornar cozinhas compactas mais aconchegantes

    Por mais que você procure por cozinhas amplas no mercado imobiliário, vai perceber que e...

    TEMPO DE LEITURA: 2 MINUTOS
  • Ganhadores do Sorteio Mercado Chic

    Durante a edição de outubro do Mercado Chic, realizada no dia 06/10/18, os corretores...

    TEMPO DE LEITURA: 1 MINUTO
  • Vou comprar um imóvel, e aí? Como proceder?

    Essa é um pergunta normal e corriqueira a quem deseja adquirir um imóvel, seja para real...

    TEMPO DE LEITURA: 2 MINUTOS